10º mulher acusa Trump de abuso sexual

10º mulher acusa Trump de abuso sexual

15
SHARE


10º mulher acusa Trump de abuso sexual

A advogada Glória Allred e Karena Virginia durante coletiva de imprensa em Nova York, na quinta-feira (20)

Foto17 Gloria Allred e Karena Virginia 10º mulher acusa Trump de abuso sexual

A advogada Glória Allred e Karena Virginia durante coletiva de imprensa em Nova York, na quinta-feira (20)

Karena Virgínia, moradora em New Jersey, relatou que ele agarrou um dos seus braços e tocou-lhe os seios na saída do US Open, em 1998

Na quinta-feira (20), uma residente em New Jersey tornou-se a 10º a acusar Donald Trump de conduta sexual inapropriada, alegando que o bilionário agarrou seus braços e tocou em seus seios. O incidente teria ocorrido depois que ela assistiu ao torneio US Open de tênis em 1998.

Karena Virgínia, uma professora de yoga de 45 anos, relatou o incidente durante uma conferência de imprensa em Nova York. Este é o caso mais recente da onda de acusações contra Trump, candidato republicano à presidência, nos últimos dias. Ela tinha 27 anos de idade quando assistiu ao campeonato anual de tênis no Flushing (NY) com um grupo de doutores quando trabalhava como representante farmacêutica.

Virgínia detalhou que esperava sozinha do lado de fora por um taxi quando Trump apareceu e começou a fazer comentários sobre a aparência da jovem para um grupo de homens que estava com ele.

“Ele disse: Ei, olhem para essa aqui. Nós não a vimos antes. Olhem para essas pernas”, relatou. “Como se eu fosse um objeto e não uma pessoa”.

Virgínia disse que Trump caminhou em direção à ela, agarrou-lhe o braço direito e tocou-lhe os seios. “Eu fiquei em choque”, comentou. “Eu travei”.

Ela acrescentou que Trump, então, a perguntou: “Você sabe quem eu sou? Você sabe quem eu sou?”

Karena disse que o incidente terminou com a chegada do taxi. “Eu me senti intimidada e sem forças”, disse ela durante uma conferência de imprensa em companhia da advogada Glória Allred, defensora ardente de Hillary Clinton.

Jessica Ditto, porta-voz de campanha de Trump, emitiu um comunicado no qual considera a denúncia um “ataque em busca de publicidade”, coordenado pela equipe de companha de Clinton.

“Pelo amor de Deus”, acrescentou Ditto. “Os eleitores estão cansados desse circo, portanto, rejeitam essas estórias fictícias numa tentativa clara de beneficiar Hillary Clinton”.

Arquivos eleitorais em New Jersey revelam que Virgínia é uma eleitora afiliada a nenhum partido político.

The post 10º mulher acusa Trump de abuso sexual appeared first on Brazilian Voice Newspaper.

Continue Reading ➤
Loading...